Campeonato Argentino 2020 | Tabela, Classificação, Jogos, Times e mais.

O Campeonato Argentino 2020 atrai multidões de fãs em todo o mundo e justifica tanto interesse na disputa pela classificação na tabela. Grandes equipes, excepcionais jogadores e muita emoção. Veja mais aqui!

Qual a história do Campeonato Argentino de Futebol?

Podemos dividir a história do Campeonato Argentino em duas fases: a Amadora, cuja primeira edição é de 1891 e a Profissional que teve início em 1934.

Sim, a trajetória de um dos campeonatos nacionais mais antigos do mundo remonta ao fim do século XIX! E mudanças nunca faltaram na forma de disputa e no calendário ao longo de todos esses anos.

Era amadora do futebol argentino

Na era Amadora, as competições eram organizadas pela Argentine Association Football League e praticamente se resumiam às equipes da capital e da região metropolitana de Buenos Aires.

Até a última edição em 1934, houve uma série de clubes pequenos e médios levando taças e com uma sala de troféus maior que algumas das grandes equipes da atualidade. Todos esses títulos são reconhecidos.

Era profissional do futebol argentino

A era Profissional em verdade começou em 1931 e o país teve duas competições paralelas – e dois campeões – até 1934 quando a competição amadora acabou.

A AFA (Associação de Futebol Argentino) passou a ser a organizadora e o Campeonato Argentino profissional permitiu que inúmeras equipes do interior pudessem participar, marcando um momento marcante de reconhecimento dentro e visibilidade fora do país.

E também começou o domínio das maiores equipes argentinas: um título que não fosse de Boca Juniors, River Plate, Independiente, Estudiantes e Racing tornou-se cada vez mais raro.

A competição era um sucesso até que em 1967 foi criado o Campeonato Metropolitano que era disputado pelas equipes da região da capital e também o Campeonato Argentino nos moldes vigentes. De 1967 a 1985 a Argentina teve dois campeões nacionais.

Calendário europeu

Em 1986 o Metropolitano foi abandonado e instituído o calendário europeu para a única competição, começando no segundo semestre de um ano e terminando no ano seguinte, como já acontecia com, por exemplo, com o Campeonato Italiano 2020.

Sistema de torneios

Em 1991 mais uma mudança: a criação dos dois torneios, o Apertura e o Clausura, no mesmo calendário e gerando, novamente, dois campeões nacionais.

Sistema único e mudança de calendário

Em 2014 o sistema de disputa e o calendário foram alterados: uma disputa única em dois turnos com uma decisão entre os campeões deles para definir o campeão e uma temporada totalmente dentro do ano.

Mas quem disse que os argentinos estavam satisfeitos? Pois três anos depois, as temporadas voltavam para a fórmula Apertura-Clausura e o calendário europeu – e com dois campeões.

Não se sabe até quando a nova forma vai durar. O futebol argentino, assim como o brasileiro, já experimentou de tudo e novidades (nem sempre boas) podem aparecer – mas dificilmente serão competições com noventa equipes como já tivemos por aqui.

A quase eterna crise econômica do país é um desafio para a ocupação dos estádios e a montagem de grandes elencos – o que acaba restrito às maiores equipes.

De alguma forma, a visão empresarial está crescendo na competição com o passar dos anos, o que limita a criatividade para modelos que sejam financeiramente interessantes e mantenham o interesse do torcedor argentino – que já é um dos mais apaixonados do mundo.

Qual o clube com mais títulos do Campeonato Argentino?

Se considerarmos as fases Amadora e Profissional, o River Plate é a equipe com a maior galeria de troféus do Campeonato Argentino, com trinta e sete títulos.

É um número impressionante: 20% dos títulos disputados. Se considerarmos que ele foi um quase coadjuvante entre 1891 e 1934 e que a competição sempre começa com pelo menos quatro ou cinco fortes candidatos – fora as surpresas, é uma performance invejável em vários países.

A lista dos cinco maiores campeões argentinos se completa com:

  • Boca Juniors: trinta e três
  • Racing Club: dezoito
  • Independiente: dezesseis
  • San Lorenzo: quinze

Entre os dez maiores, temos o primeiro campeão, o Alumni, que conquistou mais nove taças na era amadora, num total de dez títulos em doze anos (1900-1911), sendo um tetracampeonato e dois tricampeonatos.

É um feito jamais alcançado por outra equipe na Argentina e nos campeonatos mais importantes.

O nível de competitividade se traduz nas sequências: depois de Alumni de 1900 a 1903, o único tetracampeão é o Racing Club de 1915 a 1918, há cem anos. Houve cinco tricampeonatos até 2018-2019, sendo três do River Plate.

Até a última temporada, são vinte e sete times campeões diferentes, um número alto em função da diversidade de equipes na fase amadora.

O atual campeão argentino é o Racing Club e a surpresa está no vice, o pequeno Defensa Y Justicia, que nunca foi campeão.

Como é disputado o Campeonato Argentino de Futebol?

Depois de tantas mudanças, podemos dizer que a forma atual de disputa é extremamente simples para os padrões portenhos.

São vinte e quatro equipes que jogam entre si e em turno único, sendo portanto vinte e três partidas para cada participante. O campeão argentino – na temporada 2019-2020, que é a atual – será o primeiro colocado ao final das rodadas.

Caso haja empate por pontos, os critérios de desempate serão:

  • Melhor saldo de gols;
  • Maior número de gols a favor;
  • Maior número de gols marcados fora de casa;
  • Confronto direto;
  • Sorteio;

Como funciona o rebaixamento no Campeonato Argentino

O sistema de rebaixamento no futebol argentino é um capítulo à parte – e muito elogiado em diversos países: é o sistema chamado Promédio.

Esse sistema leva em consideração, para cada equipe:

  • O total de pontos na temporada em curso e nas duas temporadas anteriores, desde que sejam na Primeira Divisão;
  • O total de jogos nas competições das quais foram considerados os pontos;
  • O Promédio de cada clube será a divisão entre o total de pontos e o total de jogos.

Dessa forma, se o Boca Juniors terminar a atual temporada em último lugar, por exemplo, dificilmente ele será rebaixado pois foi campeão em 2017-2018 e um dos melhores em 2018-2019.

Por outro lado, uma equipe com regularidade – sempre terminando em meio de tabela – também é preservada. Longe de parecer elitista, a fórmula permite que a performance sobreponha uma temporada ruim de um clube que tradicionalmente faz boas campanhas.

Em termos de vagas, a temporada 2019-2020 prevê três equipes sendo rebaixadas e duas promovidas, de forma que o número de equipes se reduza a vinte em 2023.

E com qual objetivo? Mais uma mudança: criar o turno e o returno na competição!

Na edição passada, foram rebaixadas as equipes do Belgrano, Tigre, San Martín e San Martín de Tucumán e foram promovidas o Arsenal e o Central Córdoba – que está estreando na Primeira Divisão.

O Boca Juniors é a única equipe grande que nunca foi rebaixada e ainda assistiu de camarote seu arquirrival River Plate disputar a Segunda Divisão em 2012.

Quais as vagas argentinas para a Copa Libertadores e a Copa Sul-Americana?

O Campeonato Argentino prevê quatro vagas para a Copa Libertadores 2020:

  • O campeão, o vice-campeão e o 3º colocado disputam diretamente a fase de grupos;
  • O quarto colocado disputará a fase preliminar eliminatória.
  • Em 2019-2020 se qualificaram as equipes do Racing, Defensa Y Justicia, Boca Juniors e River Plate.

Para a Copa Sul-Americana, se classificam cinco equipes, do quinto ao nono lugar. Para a Libertadores 2020 se classificaram: Atlético TucumánVélez SarsfieldIndependienteUnión Santa Fé Huracán.

Os grandes jogadores argentinos da história

Falar de grandes jogadores argentinos é um novo artigo, de tantos que podemos destacar ao longo de décadas. O futebol argentino sempre foi um grande celeiro de jogadores talentosos.

Para termos uma ideia, qualquer lista de dez maiores de todos os tempos terá pelo menos três argentinos: Di Stefano, Maradona e Messi.

Falar das qualidades deles é lugar comum, vamos destacar as suas conquistas.

Alfredo Di Stefano

Depois de uma carreira vitoriosa no River Plate entre 1945 e 1949, passou pelo Millionarios da Colômbia e tornou-se a grande estrela no maior time do Real Madrid de todos os tempos, entre 1953 e 1964 e com outro craque, o húngaro Puskas.

  • Dois Campeonatos Argentinos;
  • Um Campeonato Colombiano;
  • Oito Campeonato Espanhol 2020;
  • Um Mundial de Clubes;
  • Cinco Champions League.

Diego Maradona

Por grande parte dos argentinos, é considerado o maior jogador do país na história – e claro, a paixão deles e visões do tempo os divide entre os outros dois.

Surgiu como raro talento no Boca Juniors entre 1981 e 1982, fez uma temporada excelente no Barcelona e atingiu o auge no Napoli onde virou rei entre 1984 e 1991.

  • Um Campeonato Argentino;
  • Uma Copa da Liga Espanhola;
  • Uma Copa do Rei;
  • Dois Campeonato Italiano;
  • Uma Copa da UEFA;
  • Uma Copa da Itália;

Também foi campeão mundial pela Seleção Argentina em 1986, no México.

Lionel Messi

Outro gênio do futebol que nasceu no futebol argentino e para muitos já superou seus mestres Diego e Alfredo, para tantos outros ele não parece argentino por ter saído ainda jovem para as categorias de base do Barcelona.

O certo é que Messi ainda é uma realidade e pode conquistar uma carreira ainda mais fantástica e toda construída no clube catalão com seus elencos incríveis a cada ano.

  • Dez Campeonatos Espanhóis;
  • Oito Supercopas da Espanha;
  • Seis Copas do Rei;
  • Quatro Champions League;
  • Três Mundiais de Clubes;
  • Quatro Bolas de Ouro FIFA.

Como assistir o Campeonato Argentino de Futebol ao vivo?

Infelizmente, não há previsão de canais de TV aberta ou fechada transmitir os jogos do Campeonato Argentino para o Brasil.

Por outro lado, as opções digitais são muitas, dado o grande interesse que a competição desperta entre os fãs do bom futebol, especialmente os jovens.

Diversas plataformas de transmissão online estão disponíveis, entre elas Futemax, LiveSoccer, Multicanais e também o canal do Esporte Interativo no Youtube, onde são programadas transmissões de jogos a cada rodada.

Gostou desse artigo sobre o Campeonato Argentino 2020?

Esperamos que ele tenha ajudado você a conhecer mais sobre o  Campeonato Argentino, um dos mais importantes e disputados de todo o mundo – mas não melhor que o brasileiro, não é mesmo?

[visual_portfolio id="2282"]