Campeonato Francês 2020 | Tabela, Classificação, Times e mais

O Campeonato Francês 2020 busca reconhecimento pela qualidade dos clubes que disputam a classificação na tabela. Está cada vez mais milionário, mas será que isso resolve a desconfiança? Vamos falar sobre ele!

Jogos de Hoje e Amanhã do Campeonato Francês 2020:

Por enquanto os jogos estão adiados.

Tabela de Classificação Campeonato Francês 2020:

[table id=52 /]


Excelente no mundial, fraco no regional.

Assim o futebol, francês poderia ser resumido por décadas, com seleções memoráveis e grandes craques como Platini e Zidane, mas com um Campeonato Francês considerado um dos mais fracos tecnicamente entre as grandes forças do continente.

Os clubes e a federação começaram um grande esforço para mudar essa imagem a partir dos anos 1990 com a chegada de craques como o Raí.

Mas infelizmente, um escândalo de resultados de jogos em 1992 rebaixou o poderoso Olympique Marseille e derrubou a credibilidade do torneio.

Nos anos 2000, especialmente pela conquista da Copa do Mundo 1998, a França tornou-se centro de atenção e conseguiu atrair mais jogadores de todos os continentes e negociar melhores contratos.

Por outro lado, os grandes campeões na história da Ligue 1 não obtêm sucesso internacional, o que prejudica a captação de investimentos e um interesse maior no campeonato nacional.

Atualmente, ainda não está nos patamares técnico e comercial das principais ligas, mas a distância já foi bem maior, o que ainda dá otimismo a clubes e organizadores.


Qual a história do Campeonato Francês de Futebol?

O Campeonato Francês como conhecemos hoje e reconhecido pela UEFA e pela FIFA começou a ser disputado em 1933. Antes dele, existiram algumas tentativas de formar um campeonato nacional, sem sucesso de competição ou reconhecimento esportivo e comercial.

Nos primeiros anos, a diversidade de campeões e vices era a marca da Ligue 1 e a maioria era de equipes pequenas e médias, com exceção do Olympique de Marseille.

A alternância seguiu até a primeira dinastia: o Saint-Étienne que venceu dez campeonatos entre 1956-1957 e 1979-1980.

O Olympique de Marseille surgiu como a segunda dinastia, conquistando um tetracampeonato entre 1988 e 1991. Deveria ser um pentacampeonato, porém um escândalo de resultados com jogadores da equipe fez a FFF retirar o título e rebaixá-la à segunda divisão por dois anos.

O Lyon é a terceira dinastia da Ligue 1, nos anos 2000, mas não se manteve em alto nível e não conquistou títulos internacionais.

O PSG é a dinastia atual e desde 2012, imbatível em campo com seu elenco de estrelas mundiais que inclui Neymar, Cavani e Mbapeé.

Mas existe algo em comum entre os reinados: a grande diferença de qualidade para as demais equipes, o que preocupa os organizadores. A Ligue 1 torna-se monótona no topo, onde torcedores de muitos rivais querem estar.

Qual o clube com mais títulos do Campeonato Francês?

Nem Olympique nem PSG ou Lyon; o Saint-Étienne ainda é o maior vencedor da Ligue 1 com dez títulos.

O ainda faz muito sentido, pois o clube que é considerado o maior do futebol francês construiu uma grande trajetória, mas está sem conquistar a taça desde a temporada 1981-1982.

Seus títulos estão distribuídos entre as décadas de 1950 (um), de 1960 (cinco), de 1970 (quatro) e o último em 1980-1981. Desde então, o melhor resultado foi um sexto lugar em 2004-2005 e já foi rebaixado para a Ligue 2 duas vezes.

O Olympique Marseille é o segundo maior campeão com nove títulos e poderia estar empatado na liderança não fosse o título 1992-1993 retirado por escândalo de manipulação de resultados.

Em seguida, vem o Paris Saint-Germain e do Monaco com oito conquistas cada.

Como vemos, a distância entre as equipes é mínima e se continuar com o nível de futebol atual, o PSG em breve deve assumir a liderança.

O Lyon (ou Olympique Lyonnais) conquistou seus sete títulos nacionais em sequência de 2001-2002 a 2007-2008 e tornou-se o único heptacampeão francês. Porém, a decadência foi tão meteórica quanto a dinastia: são as únicas taças do clube.

No total, dezenove clubes diferentes foram campeões franceses até a temporada 2018-2019, incluindo equipes que não existem mais, como o Roubaix-Tourcoing e o primeiro vencedor da Ligue 1, o Olympique Lillois.


Como é disputado o Campeonato Francês de Futebol?

A Ligue 1 é disputada por vinte equipes no sistema de pontos corridos e em turno e returno, idêntico ao que é usado no Campeonato Brasileiro Série A desde 2003.

O campeão é a equipe que somar o mais número de pontos após as trinta e oito rodadas e os dez meses de competição. Além dele, o vice-campeão também se classifica diretamente para a fase de grupos da Champions League.

O terceiro colocado disputa a fase pré-classificatória – similar à fase preliminar da Copa Libertadores. O quarto colocado disputa a Liga Europa, competição equivalente à Copa Sul-Americana.

O sistema de acesso e descenso é composto de três equipes:

  • As duas últimas equipes da classificação final da Ligue 1 são diretamente rebaixadas;
  • O 18º colocado disputa um mata-mata com o terceiro colocado da Ligue 2.

Os critérios de desempate para definir as colocações, se necessário, são os seguintes:

  • Saldo de gols
  • Confronto direto
  • Número de gols a favor
  • Número de gols marcados fora de casa

O Campeonato Francês é disputado entre os meses de agosto de um ano e maio do ano seguinte, seguindo os moldes do calendário europeu, onde as férias para as competições nacionais acontecem em junho e julho, quando é verão no continente.

Quais os times que estarão no Campeonato Francês de Futebol?

Praticamente todos os maiores campeões e os mais tradicionais clubes franceses estão presentes na temporada 2019-2020 do Campeonato Francês.

Dentre as equipes que levaram taça da Ligue 1, as ausências mais tradicionais são o Auxerre, o Montpellier, o Sète, o Lens e o Sochaux.

Na temporada 2018-2019:

  • Metz e Brest foram promovidos à primeira divisão
  • Dijon manteve-se na primeira divisão ao vencer o duelo com Troyes
  • Caen e o Guingamp foram rebaixados para a segunda divisão.

Não há estreantes no Campeonato Francês da primeira divisão, apesar de equipes como Nimes e Brest disputarem raramente a competição. O Amiens foi promovido em 2017-2018 e se mantém desde então.

Assim como nas edições anteriores, apostar em qual rodada o PSG será campeão vai render muito mais do que apostar no campeão. É o mesmo dilema dos rivais da Juventus no Campeonato Italiano: derrubar um reinado que dura muitos anos. Porém, mesmo equipes que poderiam fazer frente – Olympique Marseille e o Monaco – não se reforçaram o bastante para competir em igualdade.


Brasileiros que fizeram (e fazem) história no futebol francês

O torcedor e a imprensa francesa sempre foram grandes admiradores do futebol brasileiro – que na visão deles, tem a mesma qualidade técnica e vocação ofensiva.

Sem dúvida, o futebol francês conseguiu encantar em diversas ocasiões com seleções nacionais, em Copas do Mundo – como 1986 e 1998 – e Champions League. Porém o cenário de clubes nunca traduziu a mesma qualidade.

Alguns jogadores brasileiros são referências históricas em diversas eras da Ligue 1 pelo grande futebol que deixaram nos gramados franceses e algumas carreiras vitoriosas. Tem craque que virou rei francês e com muita justiça!

Raí – Paris Sant-Germain

Jogou no grande clube parisiense de 1993 a 1998 e conquistou inúmeros títulos:

  • Campeonato Francês: um
  • Copas da França: duas
  • Copas da Liga Francesa: duas
  • Supercopa da França: uma

O único título internacional foi a Recopa Europeia em 1995-1995, uma competição que reunia apenas os campeões da Copas nacionais.

Seu inconfundível estilo de jogo, com grande técnica, muita visão de jogo e uma forma elegante de atuar conquistaram os torcedores, pois tudo combinava com o perfil dos maiores jogadores franceses, como Platini, Fontaine e – posteriormente – Zidane.

Também fora de campo, Raí exibia a elegância e uma vida social discreta que encantavam os franceses.

Juninho Pernambucano – Lyon

Poucas vezes na história do futebol um jogador transformou a vida de um clube como Juninho faz com o Lyon (ou Olympique Lyonnais).

Quando decidiu se transferir para o clube francês, muitas pessoas questionaram como um jogador de grande qualidade técnica e vitorioso no Vasco, com uma Copa Libertadores ganha recentemente, não se transferia para um time das primeiras prateleiras do futebol mundial.

O próprio Juninho declarou, na época, que a intenção era começar ali a carreira europeia, mas nunca imaginou que se tornaria o jogador estrangeiro mais vitorioso na França. E toda a história de sucesso do Lyon está resumida ao reinado dele:

  • Campeonato Francês: sete (os únicos até hoje e um inédito heptacampeonato)
  • Copa da França: uma
  • Supercopa da França: seis

Se em casa Juninho construía a maior dinastia de um clube, na Europa o Lyon nunca teve destaque – o que deixou claro o abismo de qualidade entre o futebol interno e o europeu.

Após a sua saída para jogar no Catar, o clube conquistou apenas uma Copa da França e uma Supercopa em 2012. Definitivamente, Juninho foi o diferencial para o clube marcar uma época.

Thiago Silva – PSG

Sem ter o mesmo brilho criativo de Raí e Juninho, Thiago Silva é um zagueiro de grande categoria, titular absoluto do PSG desde que chegou e dono da maior sala de troféus de um jogador estrangeiro na França.

  • Campeonato Francês: seis
  • Copa da França: quatro
  • Supercopa da França: cinco
  • Copa da Liga Francesa: cinco

Infelizmente, Thiago Silva nunca foi campeão fora do país. Mas segue venerado pelos torcedores, respeitado pela imprensa e com um futuro promissor de conquistas com os elencos milionários que o clube monta.

Como assistir o Campeonato Francês de Futebol ao vivo?

Por mais uma temporada, a DAZN – plataforma de transmissões de jogos online – segue com a exclusividade de exibição dos jogos da Ligue 1.

Isso inclui o Brasil, onde não há – pelo menos até o momento – um canal de TV fechado ou aberto com quem a DAZN negociar a cessão de direitos.

Gostou desse artigo sobre o campeonato Francês 2020?

Esperamos que ele tenha ajudado você a conhecer mais sobre o Campeonato Francês de Futebol.